segunda-feira, 28 de setembro de 2009

ImaginAção

Acordo com vontade de ver o sol se pôr,
e ele se põe todos os dias.
Não é por serem óbvias, ou recorrentes,
que tal coisa perde o encanto.

Eu que nunca vi o crepúsculo polar,
me satisfaz o imaginar.

Digo que não é estranho sentir saudade
dos cinco minutos passados, após cinco minutos.

Nem tão pouco a saudade do que nunca vivi,
aquilo que não foi
                             vive em minha imaginação.

Um comentário:

Alessandro Sachetti disse...

gostei muito, muito mesmo.